quarta-feira, 27 de maio de 2015



Família e Desigualdade
Seria fácil através de uma pesquisa conceitual adaptar-se vários pensamentos sociológicos e filosóficos sobre este tema, e mesmo com uma poderosa bagagem de pensamentos intelectuais não conseguiríamos expressar o sentimento humano contido em cada um dos integrantes deste circulo social que se perpetua como o pilar de toda comunidade, mesmo com sua crescente modificação vista por alguns como degradação ela continua existindo através dos séculos!
O que é a Família para o Homem? A participação do homem na família como no seu nascimento, inserido neste ambiente o momento da concepção já começa a ser preparado para conviver, amar e defender o mesmo. Através de regras, disciplinas e conceitos adotados pelos dirigentes desta instituição modela-se o caráter do mesmo (pelo menos esse é o intuído). Basicamente ele é preparado para um dia formar sua própria família, sustenta-la e protege-la a todo custo!
O que é a família para a Mulher? Também com sua inserção no ambiente familiar no momento da concepção, a mulher é cuidada e preparada de uma maneira diferente, cercada de cuidados com um ser frágil e sensível ela é preparada para ser protegido por todos os membros da prole, pai, mãe, irmãos e finalmente aquele que irá cuidar da mesma o resto de seus dias; o marido! Mesmo que não seguido a risca este é o pensamento inicial da maioria dos lideres de uma família na formação de seus membros que se compõem Homem/Mulher.
Esses conceitos podem ajudar algumas pessoas a se conduzirem durante toda uma vida e os levarem a uma satisfação próxima a felicidade! Mas no meio de tudo isso existe uma coisa que não foi acrescentada; A capacidade humana de ser diferente, como diferente? Diferente em vários sentidos, situações e opções, como consequência da não preparação para convivermos com as mesmas e aceita-las como parte do livre arbítrio do ser humano, podem levar a destruição e desfragmentação desta instituição essencial para a estrutura solida de uma sociedade!
Pré-conceitos e dogmas indissolúveis agregados por gerações podem destruir relações e nos levarem a sofrimentos por longos anos, alguns chegando ao arrependimento em seu leito de morte! Essas diferenças podem se aplicar em varias situações tais como: profissionais, afetivas ou até mesmo sexuais. Em resumo precisamos aprender a respeitar e aceitar as diferenças, mesmo não concordando que é um direito de cada um, não podemos de jeito algum deixar de amar essas pessoas por serem e pensarem diferente de nós mesmos!


MARCOS CESAR DUTRA – POETA E ESCRITOR.

sábado, 23 de agosto de 2014

LIVRO "INSURGÊNCIA POÉTICA" DO ESCRITOR MARCOS DUTRA SERÁ PUBLICADO NOS EUA/CANADA/GRÃ BRETANHA


GOSTARIA DE AGRADECER A TODOS OS AMIGOS QUE VEM ME APOIANDO EM MEUS TRABALHOS LITERÁRIOS! RECENTEMENTE ENVIEI O ORIGINAL DO MEU LIVRO "INSURGÊNCIA POÉTICA" PARA UMA EDITORA NORTE AMERICANA " AMERICAN STAR BOOKS" E RECEBI POR ESSES DIAS A RESPOSTA QUE VOU COMPARTILHAR COM VOCÊS AGORA!

"AMERICAN STAR BOOKS"

Em Terça-feira, 12 de Agosto de 2014 17:58, America Star Books Design <anthony@americastarbooks.com> escreveu:

Caro Sr. Dutra, Parabéns, o seu livro foi traduzido para o Inglês e está pronto para publicação nos Estados Unidos. Ele vai para a impressora hoje. Temos vindo a trabalhar tranquilamente em seu livro sobre o mês passado ou assim, e agora você deve vê-lo aparecer em www.amazon.com em breve, porque é onde novas versões geralmente aparecem em primeiro lugar. O livro agora também vão tornar-se disponível para todos os livrarias nos Estados Unidos, Canadá e Grã-Bretanha.

TEXTO ORIGINAL DO EMAIL

12 de Ago
Dear Mr. Dutra,

Congratulations, your book has been translated into English and is ready for publication in America. It is going to the printer today. We have quietly been working on your book over the past month or so, and you should now see it appear on www.amazon.com soon because that's where new releases typically appear first. The book will now also become available to all bookstores in the United States, Canada, and Great Britain.


MARCOS CESAR DUTRA - ESCRITOR E POETA

domingo, 3 de agosto de 2014

ONDE ESTÃO NOSSOS SONHOS?



ONDE ESTÃO NOSSOS SONHOS?
Nos dias de hoje estamos em uma época que a moda agora é se falar de sonhos, tudo que poderíamos ter feito durante nossa jornada existencial e não fizemos e alguns de tudo que um dia pretendem realizar.  Existem milhares de postagens em rede sociais incentivando algumas atitudes em relação a isso, mas que nem sempre funcionam na prática, por que a vida real é bem diferente dessa filosofia de postagem as quais estão influenciando não somente na vida dos jovens, mas também de todos que as tomam como guia de seus destinos!
Não sou contra as redes sociais, alias sou até usuário delas que no meu caso como escritor tem me ajudado muito e tenho conhecido pessoas maravilhosas que farão parte da minha vida para sempre, mas devemos ter cuidado para não sermos manipulados por elas e ao invés de sermos seus usuários elas nos usarem. Vamos tomar como exemplo algumas postagens que falam de sonhos e ver se elas se aplicam em nossa vida real!
 Postagem de rede social: “AME MAIS ARRISQUE MAIS, DESCONFIE MENOS”. Imaginem uma postagem dessas servindo de guia para uma garota de treze anos viciada em rede social que começou um relacionamento online com uma pessoa que só viu por foto? Não preciso nem comentar aqui os resultados que podem ser gerados com uma atitude impensada, vocês devem ter visto isso em muitos telejornais!
Mais uma: “A IMAGINAÇÃO É NOSSA MELHOR AMIGA CONTRA A SOLIDÃO”. Será que podemos aplicar esta sugestão filosófica em nossa vida real? Nem sempre o que imaginamos é o melhor para nós, não que não podemos tomar atitude alguma, sermos livres e às vezes arriscarmos para ver o resultado, nada disso, mas temos que também usar razão quando  nossas decisões não envolvem somente a nós mesmos, ou poderão causar feridas incuráveis e cicatrizes profundas, é muito duro falar sobre isso, mas infelizmente é uma realidade da qual não podemos fugir!
Existe um ditado que diz: “A pressa é inimiga da perfeição”, perfeição é algo que nunca iremos alcançar, decisão certa nem sempre iremos tomar, a felicidade que hoje é buscada a preço de ouro, porque cada dia esta mais rara, jamais a encontraremos em sua totalidade, digo isso com muita convicção, porque somos imperfeitos e o mundo também é. Junto com a felicidade plena e eterna esta a perfeição, esta perfeição tem um nome com letras maiúsculas que se chama “DEUS!” Nesta vida nunca chegaremos a esta perfeição, mas poderemos sim decidir pelo que é correto e justo segundo o nosso coração e desde que ele esteja sendo regido pelo mais nobre e belo de todos os sentimentos que é o único que podemos ter a certeza que vem de DEUS o “AMOR INCONDICIONAL”.
Neste mundo tecnológico e avançado em que vivemos as pessoas tem confundido muito  “sonhos” com “desejo”, isso tem feito com que as pessoas sonhadoras tornem-se cada vez mais raras e as desejosas mais abundantes, confunde-se muito hoje em dia “amor” com “possessão”. Se você quer possuir alguém ou alguma coisa a qualquer preço, sendo capaz de tudo, até mesmo de coisas horríveis, isso não é um sonho que você tem e jamais será amor e sim um terrível e perigoso sentimento de possessão. O sonhador ele espera a hora certa, ele quer que tudo seja perfeito na medida do possível, quando dorme e viaja no mundo da imaginação ele sabe que até mesmo DEUS entende o seu coração e aquilo que esta dentro dele, triunfando naqueles momentos somente o amor, a felicidade e satisfação de sua realização!
Isso tem tornado as pessoas mais raras e feito com que elas vivam no piloto automático da tecnologia e do desejo de ter mais e mais, sonhando cada vez menos e perdendo o encanto do sentimento humano!
Mas nem tudo esta perdido, talvez você seja uma dessas pessoas raras e sonhadoras, se for não pense que esta sozinha (o) existem mais pessoas como você e que podem compartilhar os seus sonhos. Nem tudo esta perdido, pois DEUS ainda esta lá em cima! Aquele verdadeiro não o que é vendido pelos homens!

Marcos Cesar Dutra

Escritor e Poeta

sexta-feira, 20 de junho de 2014

As Incertezas da vida.

As Incertezas da vida.

Estamos abordando nesses dias vários temas relacionados aos sentimentos que às vezes podem nos incomodar ou até mesmos fazer sofrer e como podemos tentar lidar com estas situações. A incerteza ou dúvida é algo que também nos persegue e aparece em alguns momentos em nossas vidas.
Ela pode aparecer no amor, trabalho, escola etc.. O importante não é a decisão que iremos tomar em relação a ela, mas sim se encontramos no local certo a resposta correta! No caso de estar atraídos por uma pessoa e ainda não apresentamos nosso sentimento a ela, surgem varias incertezas ou duvidas em relação ao diagnóstico que a outra pessoa fará em ralação a nós, as incertezas são as mais variadas: Será que ela vai me achar gordo (a)? Será que vai me achar magro (a)? Vai me achar inteligente? Ou burro (a)? Vai me achar feio (a)?  E por aí vai...
Não adianta tentar fugir e nem dizer que não existe nenhuma duvida em nossa mente quando se trata de um sentimento tão complexo, tão estudado para ser entendido e tão simples para ser sentido como o “Amor”. Quando estamos frente a varias duvidas não somente durante o momento em que nos declaramos para a pessoa que gostamos, mas também em uma relação que já esta acontecendo ou apresentando sinais de um fim. Definitivamente a duvida sempre estará nos acompanhando em todos esses momentos, o que temos que saber é como encontrar as respostas que terão efeitos benéficos em nosso futuro ou pelo menos remediados!
A grande pergunta agora é: - Onde vamos encontrar as respostas? Seria muito fácil eu dizer como os psicólogos ou conselheiros sentimentais:- A resposta esta dentro de você mesmo procure o seu eu interior e ele lhe dará a solução. Em alguns casos concordo que isso funciona, mas em outros precisamos de alguns exemplos para nos inspirar a agir da maneira correta!
Vamos tomar como base uma empresa que quer lançar um produto e fazer que ele seja um sucesso, você também quer que seu relacionamento seja um sucesso, então vamos ver alguns aspectos que são analisados antes do lançamento do tal produto, da mesma maneira que você terá que analisar a sua duvida em relação ao que esta sentindo antes de investir pesado em sua relação! A primeira coisa que a empresa analisa é se o produto será algo inovador no mercado, Se a sua duvida é se você deve tentar iniciar uma relação com alguém analise também se este sentimento esta sendo algo novo que você nunca sentiu ou se já sentiu, se foi bom enquanto durou! Outro item analisado no mercado é o “custo beneficio”:- Quanto este produto irá custar? Qual será o retorno?
Qual o valor do preço que você terá que pagar para viver este sentimento em toda sua plenitude? E não adianta afirmar que não existe um preço, porque sempre existe! Você tem condições de pagar este preço sem reclamar? Depois de pago o retorno que ele lhe trará valerá a pena? O amor é um sentimento lindo que não tem regras, não tem momento marcado para acontecer e nem formulas mirabolantes para domina-lo, não temos que analisar o amor e nem tentar entende-lo, temos sim que analisar a nós mesmos e até onde suportaremos ir sem ferir-nos e ferir quem esta conosco! As respostas são fáceis de serem achadas, basta apenas analisarmos com sobriedade e cautela tudo que esta acontecendo ao nosso redor e as consequências logicas no futuro de nossas decisões.
Existem momentos que por não saber o que fazer nos encontramos totalmente confusos sem resposta para nada. Neste momento crucial a devemos apenas estar conscientes de uma coisa, não tomar decisão alguma até que este momento passe. Devemos deixar os acontecimentos futuros por conta do destino, pois foi ele que nos colocou naquela situação e ele se encarregará de tomar as rédeas por um determinado tempo até que possamos nos recompor e voltar ao combate!
Faça um teste, coloque todas as suas duvidas em um papel, isso mesmo faça uma lista de suas incertezas em relação a qualquer assunto que esteja lhe fazendo sofrer por não ter uma resposta e não poder tomar a decisão correta no momento, porque também podemos mudar de opinião no futuro já que tudo no mundo e ao nosso redor vive mudando constantemente e isso não é sinal de fraqueza e nem de não saber o que quer da vida, mas sim de maturidade e coragem de lutar por aquilo que acha que pode fazê-lo (a) feliz! Analise tudo calmamente e faça uma previsão do que poderá acontecer de bom ou de ruim em cada decisão e procure optar não pelo que convém ou o que será mais apresentável para a sociedade que o rodeia, mas sim por aquilo que o completará e fará com que possa desfrutar o que há de mais belo em nossa existência humana que é: “O AMOR E A FELICIDADE”.
 Marcos C. Dutra – Escritor e Poeta.

Lançamento do Autor - Amor Verde Oliva




quinta-feira, 19 de junho de 2014

O Fantasma da Rejeição


O Fantasma da Rejeição
 Com algumas exceções somos aguardados com muita ansiedade e alegria por todos em nossa família antes do nosso nascimento. As mulheres promovem os famosos chás de bebês, se presenteiam com roupinhas para o futuro membro da prole, tiram fotografias.
 No dia do nascimento todos estão reunidos no hospital aguardando sua chegada. Quando acontece o grande momento em que o médico anuncia para todos: - É um menino ou uma menina! (“Por que alguns casais preferem não saber o sexo até o dia do nascimento”). Todos comemoram se abraçando e desejando muita alegria e felicidade ao casal e a toda família juntamente com seu mais novo integrante!
 Dentro da normalidade do amor paternal, criam-se os filhos com muito amor, dedicação e igualdade. Crescemos envolvidos por essa atmosfera onde os Pais a família e os amigos nos protegem não permitindo sermos humilhados ou maltratados. Existem casos diferentes, mas no momento vamos analisar este aspecto que esta sendo apresentado, em outras ocasiões falaremos sobre os demais.
 Chegando a adolescência descobrimos outro mundo onde existem situações que ainda não conhecemos e não passamos por elas, como a paixão. Começamos a nos simpatizar com o sexo oposto e desejar estar mais perto de uma determinada pessoa, mas a timidez às vezes cria uma barreira que lutamos muito para vencê-la, quando finalmente ultrapassamos este limite e declaramos nossa intenção de compartilhar sentimentos e efetivar um laço afetivo, em algumas ocasiões somos surpreendidos de forma inesperada e totalmente sem defesa pelo terrível fantasma da rejeição! Isso pode ocasionar efeitos dos mais variados em uma pessoa que não estava preparada para aquela situação e indiscutivelmente existem dois que por mais que sejamos fortes não conseguimos escapar pelo menos no momento inicial que é a dor e o sofrimento, mas não são impossíveis de serem administrados por nossa vontade.
 A rejeição é algo que pode acontecer e com certeza irá nos acontecer mais variados momentos de nossa vida na adolescência, juventude, maturidade e até mesmo na velhice. Sendo algo que não poderemos escapar e que vai nos acompanhar por toda vida, então vamos conhecê-la e saber também como lidar com ela!
 Existem varias formas de rejeição:
No amor!
Na carreira profissional.
Com os amigos!
Em uma proposta oferecida etc...
 A rejeição às vezes torna-se incompreensível, achamos injusta e nos causa revolta, mas não devemos de maneira alguma deixar que isso afete nossa felicidade. Sofremos por que pensamos demais, isso mesmo nós pensamos demais naquilo que nos afetou e esta é a maior causa do nosso sofrimento! Ficamos a todo o momento do dia tentando entender o motivo da rejeição e se ela foi justa ou se nós a merecemos, não é assim que devemos encarar uma situação dessas.
 Prazer, dor, alegria, compaixão, tristeza e também a rejeição fazem parte de nossa vida e devemos aceitar isso! Temos que compreender e aceitar que nem todas as pessoas são iguais ela atinge a todos até mesmo aqueles que menos imaginamos, não existe ninguém perfeito e ninguém totalmente realizado sempre existe alguma coisa a mais que queremos e não conseguimos isso faz parte da vida!
 Sua entrevista de emprego, seu projeto, suas ideias ou sua tentativa de conquistar o amor de alguém um dia serão rejeitadas, isso é normal faz parte do cronograma existencial que estamos enquadrados enquanto seres humanos viventes! Aceitar esta condição como parte de uma normalidade da vida estaremos dando o primeiro passo para superar e encontrar um novo caminho. O importante é analisarmos a situação e tomarmos a melhor decisão em favor do nosso bem estar emocional, com calma e raciocínio lógico!
 Reconhecer  que isto acontece com todas as pessoas e ao nosso redor o tempo todo é uma maneira de nos sentirmos iguais e capazes de dar a volta por cima. Não tente se isolar em seu pequeno mundo analítico onde você se encontra imperfeições a seu respeito, expresse tudo que esta sentindo na hora certa, fique bravo, proteste, chore se for preciso, mas não deixe que isso dure muito tempo! ESVAZIE-SE E REFAÇA-SE! VOCÊ É MUITO MAIS DO QUE IMAGINA!
 SE se foi rejeitado por alguém que amava, não fique pensando que não conseguirá mais viver sem essa pessoa! ISSO NÃO É VERDADE! Aquele frio que corre por todo o corpo quando você abraça alguém que gosta muito, a sensação dos lábios se tocando isso nada mais é do que prazer. O amor é muito mais do que isso! Todas essas coisas nos dão uma sensação momentânea, sem a convivência, a cumplicidade, o compartilhamento, a doação constante não existe amor! Não devemos sofrer e nem mesmo nos culpar procurando imperfeições em nossos atos se nada disso existe em relação à pessoa que nos rejeitou!
 Não fuja da rejeição quando ela vier, encare-a e mostre que você sabe lidar com ela sobriamente, isso evitará muito sofrimento! Temos também que estar totalmente conscientes que a rejeição também afeta aqueles que nos rejeitaram, pois um dia poderemos estar na mesma situação e isso nos será doloroso, pois por algum motivo teremos também que tomar esta decisão.
 Siga em frente com sua vida, ela esta cheia de oportunidades esperando por você! Seja maduro (a) o suficiente para aproveita-la da melhor maneira possível.

Marcos Cesar Dutra – Escritor e Poeta

Lançamento do Autor - "Amor Verde Oliva"

 




segunda-feira, 16 de junho de 2014

Como lidar com a Solidão?


O que é a solidão?

Em recente pesquisa do IBGE mostra que o numero de brasileiros que vivem sozinhos em um domicilio chegou a 13,01% da população.
 Porque isto esta acontecendo? Será que as pessoas estão se cansando umas das outras? Ou será que o medo terrível de se depararem com uma idade madura sem uma companhia os leva a decisões errôneas com consequências futuras? São muitas as perguntas e poucas as respostas, mas o fato é que a solidão esta sem duvida alguma vem aumentando muito em nossa sociedade. Talvez pelo fato de querermos conhecer e decifrar demais as outras pessoas e não conhecermos absolutamente nada de nós mesmos! Isso mesmo! Somos totalmente desconhecidos de nós mesmos.
 Muitas vezes você pode estar rodeado de pessoas, ser o (a) mais popular do seu trabalho ou da escola, contar as melhoras piadas e ao mesmo tempo ser um (a) enorme solitário (a) sem ao menos se dar conta disso! Pessoas com este tipo de solidão procuram refúgios até mesmo com o uso da tecnologia moderna com excessos. Ao chegar a sua casa não conversam com ninguém imediatamente correm para a Tevê ou computador isolando-se totalmente de todos que estão a sua volta. Este e o pior tipo de solidão, pois nem mesmo o solitário percebe. É claro quem nem todos os usuários desta tecnologia estão enquadrados nesta situação, mas sempre devemos analisar muito bem o motivo de cada atitude nossa exercitando desta forma o autoconhecimento.
 A sociedade instituiu um rótulo preconceituoso para as pessoas que vivem sozinhas, essas pessoas são imediatamente julgadas como antissociais, e os comentários são os mais variados tais como: “Ninguém suporta viver com ele (a)”! “Se fosse coisa boa não estaria sozinho (a)”! Miseráveis e ignorantes tentam encobrir sua covardia e incapacidade de enfrentar seus obstáculos atacando aqueles que estão sozinhos, por vezes feridos e indefesos. Motivo pelo qual se criou um monstro terrível temido por todos chamado “solidão”. Tão temido que muitos são capazes de viver por anos uma relação, dormirem na mesma cama, criar filhos, tudo sem amor, simplesmente pelo fato de terem dentro de si medo e horror de um dia ficarem sós!
 Os efeitos da solidão em pessoas que não estão preparadas para tal tipo de situação são os mais variados. Por exemplo, em pessoas que foram casadas e se separaram: Surge primeiramente uma terrível angustia auto depreciação e insegurança, pensamentos de que nada vale a pena, nunca será amado (a) por ninguém e que seus sonhos nunca se realizarão. Mas isso “NÃO É VERDADE”! Lembre-se quando tudo começou em seu relacionamento, havia planos, sonhos, amor e a certeza que tudo daria certo! Se não deu, aprenda com os erros e tente novamente, pois não faltarão oportunidades!
 Não se culpe pela sua solidão! Não procure defeitos em você, nem se intitule como causador (a) de um desastre! A solidão é algo natural, faça dela sua aliada. Procure se autoconhecer, converse mais consigo mesmo (a), pondere as situações que lhe são apresentadas, monte uma estratégia para sua vida onde o amor, a verdade possam ser compartilhadas não só com outras pessoas, mas também consigo mesmo (a).
 O autoconhecimento e a valorização interior são as melhores técnicas para se conviver com a solidão. Faça dela sua companheira, não a encare como um monstro ou como uma punição pelos seus pecados ou erros. Encare-a como uma opção de vida que um dia você escolheu por algum motivo e que hoje você esta melhor do que se estivesse naquela situação do passado! Não dê ouvidos aos hipócritas que nada sabem da vida e nem mesmo sabem quem são! Ouça a si mesmo! Ouça aquela voz interior que sempre lhe diz que você é especial e capaz, mas que nem sempre ouvimos por estarmos ocupados em pensar em outras pessoas!
 Pense primeiro em você, faça todos os dias um exercício de autoconhecimento conversando consigo mesmo (a) e analise suas duvidas, seus medos, seus planos, colocando todos eles em uma mesa na sua frente e dizendo: - “EU SO CAPAZ DE SUPERA-LOS E ADMINISTRA-LOS”! POR QUE ME AMO E QUERO O MELHOR PARA MIM!

Marcos C. Dutra – Escritor e Poeta.

Lançamento do Autor Adquira o seu no link ; 
https://www.clubedeautores.com.br/book/165911--Amor_Verde_Oliva#.U58dsPldXl9


  "AMOR VERDE OLIVA"

domingo, 15 de junho de 2014

Onde começa o amor?

                                                       Onde começa o amor?
                               
O amor é muito debatido nos dias de hoje, principalmente o amor entre um homem e uma mulher.
 Os meios de comunicação tais como: tevês, cinemas e editoras literárias investem verdadeiras fortunas neste tema devido a grande procura de respostas sobre o assunto. A liberalidade sexual na sociedade e principalmente nas famílias vem confundindo o diagnostico das emoções que envolvem este sentimento, não só entre os mais jovens como também os mais velhos que já absorveram esses dogmas contemporâneos.
 Na busca pelo verdadeiro amor são cometidos atos impensados, loucuras e decisões que na maioria das vezes acabam por destruir famílias e estruturas edificadas com muito trabalho, cumplicidade e perseverança, talvez até mesmo a dedicação excessiva a certas obrigações familiares equivocadas sejam as causadoras dessas decisões errôneas que na maioria das vezes tornam-se irreversíveis para algumas pessoas.
 Pessoas solitárias que vivem isoladas por muito tempo e desesperadas por saírem desta situação cometem erros de diagnósticos sentimentais e tomam decisões que acabam por machuca-las ainda mais, fazendo com que desacreditem no sincero potencial de amar outras pessoas e de serem amadas.
 Alguns especialistas definem a atração sexual em algumas etapas, vamos ver como isso funciona e saber se alguma vez aconteceu com você e qual a conclusão que tirou no final!
 A primeira fase é mental: Você conhece alguma pessoa ou simplesmente a vê em algum lugar uma festa, um consultório médico, no trabalho ou mesmo na rua. Não importa o local, mas sim o efeito que ela produziu em sua mente, você começa a imaginar coisas e fantasiar seus desejos.
 O olhar e decisivo neste processo, pois ele estabelece ligações com a outra pessoa sem a necessidade de usar as palavras, você já ouviu a expressão “Falando com os olhos”. Ele pode estabelecer vínculos e promover excitação e desejo!
 O beijo é algo que transcende o nosso entendimento por seus efeitos emocionais, a maioria das profissionais do sexo em sua prestação de serviço deixam bem claro aos seus clientes que o beijo não será permitido durante o ato sexual, evitando um envolvimento sentimental com o cliente.
 O beijo mesmo que na face quando existe uma atração sexual entre as partes pode gerar emoções e alimentar ainda mais o crescimento do desejo, junto com seu grande aliado o “Olhar” o beijo em leves toques sentindo o perfume e a textura dos lábios tem um efeito quase que orgásmico.
 As palavras de amor, o tom de voz e os diálogos picantes durante o ato sexual podem produzir efeitos incalculáveis explodindo a intensidade do ápice final!
 Os níveis das emoções produzidas durante um ato sexual podem variar de acordo com o (a) parceiro (a), o estado emocional e muitos outros motivos podem aumentar ou diminuir a intensidade da experiência. As emoções produzidas durante o processo são as mais variadas e estimuladas por toques e caricias corporais até chegarem ao “Coito”, momento final do ato!
Chegando ao ponto final de uma experiência sexual maravilhosa, que não vai sair da minha mente. E que me provocou um prazer que não sentia há muito tempo, será que poderei depois de tudo isso posso definitivamente dizer que estou amando? Você tem esta resposta?
 Definitivamente NÃO! O ato sexual é uma parte integrante e indispensável do “Amor”, mas sozinho por mais tenha sido intenso e prazeroso ainda não é “Amor”! Então como saber se esta amando? Se aquele momento celestial e intenso não me sai de sua mente, chegando ao ponto de lhe fazer prisioneiro e não deixa-lo (a) resistir aos seus chamados!
 Uma referencia que gosto de muito de usar para identificar o amor esta nas escrituras sagradas onde o apostolo Paulo nos faz uma ótima definição do que é o amor e nos serve de indicação para associarmos juntamente as emoções descritas acima! Em um trecho da carta de Paulo aos Coríntios existe esta definição sobre o amor:
 O amor é sofredor, é benigno, o amor não é invejoso, o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal, não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor!
 Tudo isto se deve associar ao ato sexual, não devemos tomar somente as emoções sentidas no momento do coito como uma certeza do amor em toda sua plenitude.
 Nada melhor que o tempo para encontrarmos o “Amor” por completo!
Com o tempo você aprende a gostar e também a cuidar de quem gosta de você! Aprende que para fazer outra pessoa feliz você não precisa depender-se totalmente dela e nem ela de você! Aprende que precisa em primeiro lugar se amar e só então será amado sem precisar correr desesperadamente atrás do amor, pois ele virá até você!
 No final não precisará ir atrás de formulas magicas e mirabolantes associadas a táticas de conquista para encontrar quem você precisa par te fazer feliz, pois ela que irá encontra-lo (a)!

Marcos C. Dutra – Escritor e poeta.
 LANÇAMENTO DO AUTOR.

Adquira o seu; https://www.clubedeautores.com.br/book/165911--Amor_Verde_Oliva#.U53rQvldXl9